Atividades socioculturais na Serra da Capivara

Por Fred França
Foto: Luiz Netto

A gestão destacada da Fundação Museu do Homem Americano (FUNDHAM) à frente do Parque Nacional da Serra da Capivara* trouxe consigo uma gama de investimentos de diversas instituições no trabalho social que a entidade realiza concomitantemente às pesquisas e ao trabalho ambiental na unidade de conservação.

Dentre as instituições que apoiam os trabalhos estão o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a Fundação Ford, a Fundação Banco do Brasil,  a Cooperação Técnica da Itália, além de instituições nacionais como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Ministério da Educação (MEC), o Ministério da Cultura (MINC), a Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), a Petrobrás, o Instituto Ayrton Senna, o Instituto Itaú Cultural, o Criança Esperança (UNESCO), além de recursos próprios da FUMDHAM. 

194A7969

A cerâmica da Serra da Capivara está entre as atividades apoiadas pela FUMDHAM.

Os trabalhos vêm gradualmente transformando a realidade de pequenos e micro empreendedores, artesãos, pequenos produtores rurais, entre outros, colaborando para a criação de um entendimento coletivo que o Parque preservado é muito mais rentável para todos.

Dentre as ações socioculturais já realizadas, merecem destaque o suporte técnico para implantação de escolas, centros de saúde e cursos profissionalizantes nas escolas, a criação de centros de educação ambiental em municípios vizinhos, a criação de projetos de agricultura e pecuária familiar, voltados, por exemplo, para a apicultura e a horticultura, com a estruturação inclusive de sistemas de irrigação. Outro trabalho que mereceu destaque foi o projeto dedicado ao papel artesanal, que buscou através da reciclagem de papel e fibras naturais desenvolver um produto original com a “assinatura” da região. entre outros.

Um dos traços que caracteriza a Serra da Capivara, seu artesanato, ganhou impulso e fôlego com o suporte da FUNDHAM. Foram vários projetos ligados à cerâmica que possibilitou o surgimento de um traço próprio que vem rompendo as barreiras do Parque. Elas estão por todos os lugares, nos centros de visitantes, no Museu do Homem Americano, pelas ruas de São Raimundo Nonato, tendo sempre como inspiração as pinturas rupestres das centenas de sítios arqueológico. É arte pré-histórica inspirando os artistas dos tempos modernos.

* O Parque Nacional da Serra da Capivara estará no livro fotográfico Expedição Piauí – O Sol do Equador. Mais informações sobre a Coleção EcoExpedições no menu esquerdo do portal da Panorama Cultural ou no site www.colecaoecoexpedicoes.com.br. Os extras publicados no portal trazem informações e curiosidades das áreas visitadas ao longo do projeto.