Barreiros

Por Line Vital;
Foto: Luiz Netto

Localizada na zona da mata do estado de Pernambuco, a 102 km de Recife, Barreiros, cidade que compõe a APA Costa dos Corais*, limita-se com os municípios de Tamandaré, Água Preta, São José da Coroa Grande, Jacuípe e Maragogi. Com 233,370 m² de extensão e uma população estimada em 42.105 habitantes, segundo IBGE de 2014.

Os povos Caetés foram os primeiros habitantes da região e seu nome veio do solo de barro vermelho muito abundante no lugar, mas o município foi formado de uma aldeia cujo chefe descendia de um dos lideres da restauração pernambucana, Filipe Camarão.

Em 13 de maio de 1853, o povoado foi elevado à vila, com território desmembrado de Rio Formoso, com freguesia de Água Preta, verificando a instalação de município em 03 de julho de 1860 o governador Barbosa Lima elevou a vila de Barreiros à categoria de cidade, se tornando autônomo.

A cidade foi se desenvolvendo consideravelmente com os anos, sendo estruturada conforme as necessidades de uma comunidade em crescimento, além da matriz religiosa, também, escolas, centro comercial, pontes, entre outros, levando o município de São José da Coroa Grande a se tornar o segundo distrito municipal.

Sua economia é de rica escala econômica, com o cultivo artesanal de raízes, legumes, hortaliças e frutíferos, que começou a serem vendidos na feira da cidade e hoje tem grande visibilidade com modernas lojas e grandes vendas para fora do estado.

Tudo começou com a quebra da Usina Central de Barreiros, em 1997, que deixou a população em sérias dificuldades econômicas, assim os antigos operários da Usina, empossaram-se de parte das terras e assim começaram seu cultivo.

O turismo é predominante na região, uma demanda de pessoas que buscam sossego, tanto no campo quanto no litoral, nas praias. Lá se encontra a Praia do Porto, composta por uma ilha rochosa, bem conhecida por ter apenas um coqueiro, popularmente conhecida como “Ilha do coqueiro solitário”, a 7 km da cidade. No trajeto encontra-se resquício  de Mata Atlântica, ótima para fazer trilha e observações de pássaros. A costa tem 4,5 km, que se divide entre as praias de Mamucabinha ao norte, praia do Porto ao centro e Várzea do Una ao sul. Propícia para o ecoturismo, não havendo muitas construções civis.

As praias de Barreiros compõem o lado pernambucano da APA Costa dos Corais.

E como uma cidade do interior, não poderia faltar das lendas sombrias da cidade. As mais famosas são: O caboclo João Galafuz, que aparece na praia em noites de maré cheia; O Cemitério de Cavalos, quando na noite os cavalos que sofreram, relincham e andam no local que hoje é uma escola; A Pedra da Moça, apelido dado a uma pedra do rio Carimã, onde uma bela moça se afogou e ainda se escuta seus gritos de socorro; A Pedra do Holandês, que também foi um apedido dado a uma pedra do rio Una onde um descendente de holandês se banhava com frequência.

Uma curiosidade é que as praias de Barreiros serviram como cenário para a novela “A Indomada” de 1997.

*A  APA Costa dos Corais está no livro fotográfico Expedição Pernambuco – O Leão do Norte. Mais informações sobre a Coleção EcoExpedições no menu esquerdo do portal da Panorama Cultural ou no site www.colecaoecoexpedicoes.com.br. Os extras publicados no portal trazem informações e curiosidades das áreas visitadas ao longo do projeto.