Caridade do Piauí

Por Silvio Melo
Foto: Luiz Netto

Mais um dos pequenos municípios a compor a APA da Chapada do Araripe*, Caridade do Piauí segue o mesmo padrão das demais cidades da região, pequena e ano após anos enfrentando os efeitos da seca.

Da época em que a Província do Piauí era divida em grandes lotes de terras chamados de “datas”, Caridade possuía seu território na então Data Mamonas, do Senhor Zuca Santos, que após alguns anos de colonização e chegada de outras famílias, passou as se chamar Lagoa do Boi, em alusão a uma lagoa que com água abundante em meio a seca, era corriqueiramente ocupada por uma aglomeração de bovinos.

sem título-757

O belo corrupião é facilmente encontrado no município.

A emancipação de Caridade do Piauí se deu em 1989, desmembrando-se de Simões um pouco antes da leva de emancipações que marcou o sudeste piauiense na década de 90.

A sede do município encontra-se a 432km de Teresina, na Microregião do Alto Médio Canindé, marcada por uma extensiva caatinga arbórea e arbustiva, típica da Chapada do Araripe. Atualmente, menos de 5000 pessoas vivem em Caridade, sendo 67% destes moradores da zona rural. O IDH do município segue os valores baixos típicos desta região do nordeste, estando atualmente em 0,541.

O comércio e a agropecuária são a base da economia local, com destaque para o rebanho de ovinos, o maior do município, com mais de 14 mil cabeças. Entre as lavouras mais comuns, destacam-se o milho e o feijão.

*A APA da Chapada do Araripe estará no livro fotográfico Expedição Piauí –O Sol do Equador. Mais informações sobre a Coleção EcoExpedições no menu esquerdo do portal da Panorama Cultural ou no site www.colecaoecoexpedicoes.com.br. Os extras publicados no portal trazem informações e curiosidades das áreas visitadas ao longo do projeto.