Corrente

Por Fred França
Foto: Chico Rasta

O município de Corrente é hoje um dos principais do sudoeste piauiense e de todo Matopiba. Cerca de 4.59% do Parque Nacional das Nascentes do Rio Parnaíba* se encontra dentro da área do município, ocupando 10% do território de Corrente. Apesar de não ser a cidade com maior área do Parque, é em Corrente que se localiza a sede o ICMBio referente à unidade de conservação, aproveitando-se das boas vias de acesso ao Parque e da estrutura da cidade, superior às demais.

A origem da ocupação de Corrente remonta à Fazenda Corrente de Cima, batizada em com o nome do rio que por ali passava e concedida a João Fernandes no ano de 1727, quando a região ainda pertencia ao Governo do Pará. A fazenda deu origem ao povoado de Nossa Senhora da Conceição do Corrente e elevado à condição de freguesia em 1860, até então pertencente a Parnaguá.

_RAS7981A sede do Parque Nacional das Nascentes do Rio Parnaíba encontra-se em Corrente.

O desmembramento de Corrente e sua independência na condição de vila viria em 1872. Já no século XX, o município enfrentou severas disputas de poder entre famílias, de um lado o clã liderado por José Honório Granja, de outro Raimundo Lustosa Nogueira. O conflito foi marcado por grandes combates, muitos envolvendo centenas de combatentes, morticínios, saques, entre outras violências.

A vocação agropecuária do município vem de longas datas, em censo realizado em 1889, Corrente já possuía 107 fazendas de criação de gado com 13.398 cabeças, avaliadas em 123:880$000 réis. O DNA para este ramo econômico se perpetua até os dias atuais, sendo a cidade a sede do maior evento agropecuário de todo Matopiba, a Expocorrente, além de possuir o maior rebanho de gado bovino de todo o Piauí, destacando-se inclusive no desenvolvimento da raça Nelore, com aplicação de modernas técnicas de transferência de embriões.

Os números do município impressionam, em dados do censo agropecuário de 2015, foram registradas no município mais de 52 mil cabeças de gado bovino , 2 mil cavalos, mais de 50 mil galináceos, 1500 hectares de arroz, 1400 de feijão, 2500 de milho e, mantendo as tradições do Matopiba, mais de 11 mil hectares de soja, com produção anual superior a 30 toneladas. A cidade é ainda o oitavo município do Piauí na produção de leite. A forte produção agropecuária impulsionou uma indústria local, ligada ao beneficiamento de produtos agrícolas, que já é responsável por 10% do PIB do município.

A população atual de Corrente é de pouco mais de 26 mil habitantes, o Índice de Desenvolvimento Humano registrado em 2010 foi de 0,642, baixo pros padrões da ONU, mas superior a maioria das cidades do Piauí. O PIB per capita do município em 2014 foi de R$ 9.400,81.

Além das inúmeras belezas do Parque Nacional das Nascentes do Rio Parnaíba, Corrente apresenta outros atrativos naturais como a Serra dos Dois Irmãos e a Pedra Furada, local onde podem ser encontradas muitas pinturas rupestres.

* O Parque Nacional das Nascentes do Rio Parnaíba estará no livro fotográfico Expedição Piauí – O Sol do Equador. Mais informações sobre a Coleção EcoExpedições no menu esquerdo do portal da Panorama Cultural ou no site www.colecaoecoexpedicoes.com.br. Os extras publicados no portal trazem informações e curiosidades das áreas visitadas ao longo do projeto.