Distrito de Guanumbi

Por Line Vital
Foto: Luiz Netto

Guanumbi se localiza a 18 km da sede do município de Buíque. A localidade encontra-se nas imediações do Parque Nacional do Catimbau* e caracteriza-se pelo cultivo pecuário, sendo a região com a maior bacia leiteira do município, além do artesanato em barro que movimenta boa parte dos artesãos locais.

Por ter como primeiros habitantes da região os índios, a palavra Guanumbi tem origem do Tupi-Guarani, que significa “beija-flor”. Seu clima é semiárido, sua altitude é de aproximadamente 560 metros.

IMG_1147

Praça principal de Guanumbi.

Povoado aparentemente comum como toda cidadezinha do interior, mas com grandes histórias do sertão, seus contos e causos vividos, principalmente no século passado, com o cangaço espalhando histórias de terror e emoção.  

Em Guanumbi, viveu um dos cangaceiros de Lampião, Seu Né* como era chamado na cidade, tinha o apelido de “Candeeiro” no bando de Lampião. Seu Né, “Candeeiro”, viveu lá até sua morte em 2013. Foi o último cangaceiro vivo da história.

Também é residência do artesão Célio Roberto* ou para muitos, Célio de São Domingos.

Outra curiosidade do distrito é que os avós de Graciliano Ramos eram residentes de Guanumbi, onde ele viveu pedaços da infância com visitas aos seus avós, que posteriormente registrou em seu livro “Cartas”.

* O Parque Nacional do Catimbau está no livro fotográfico Expedição Pernambuco – O Leão do Norte. Mais informações sobre a Coleção EcoExpedições no menu esquerdo do portal da Panorama Cultural ou no site www.colecaoecoexpedicoes.com.br. Os extras publicados no portal trazem informações e curiosidades das áreas visitadas ao longo do projeto.