Esperantina

Por Roseanny Carvalho
Foto:Luiz Netto

Uma cidade pequena, com ar bucólico e belas paisagens naturais que fazem do município um lugar inesquecível. Assim é Esperantina, cidade piauiense que fica a cerca de 150 quilômetros de Teresina, capital.

A cidade encontra-se com uma população superior a 39,000 habitantes e é banhada pelo Rio Longá, um dos principais do Piauí, apresentando clima tropical com temperaturas que costumam variar entre 25° a 34° graus.

Esperantina teve seu início em 13 de julho de 1739, quando o sítio com nome de Boa Esperança passou a pertencer ao português Miguel Carvalho e Silva, seu primeiro residente. Ali, no sítio,  deu-se início a um grande fluxo de colonização, especialmente de portugueses atraídos pela boa qualidade de solo e pela abundância de água, constituindo um grande núcleo urbano em pouco tempo, marcado pela construção da capela de Nossa Senhora da Boa Esperança, que veio a se tornar igreja anos depois e, como de costume, a construção de grandes igrejas eram marcos históricos para os povoados brasileiros, sendo um símbolo de crescimento e prosperidade do local.

esperantina

Rio Longá e suas cachoeiras.

Em 1920, Retiro da Boa Esperança veio a se consolidar como vila e passou a chamar-se de Boa Esperança. A emancipação viria 23 anos depois, já com o nome atual de Esperantina.

No passado, o Rio Longá era um atrativo para muitos a que vinham morar na localidade. Hoje não poderia ser diferente. O rio que banha a cidade tem uma extensão de 320 quilômetros, que vai de norte a sul do estado e suas cachoeiras são os principais atrativos de Esperantina, especialmente o Parque Ecológico da Cachoeira do Urubu*, que a cidade divide com a vizinha cidade de Batalha.

É em Esperantina que se localiza a sede do balneário da Cachoeira que dá nome ao Parque, mas é possível atravessar para a vizinha Batalha através de uma passarela construída no topo da Cachoeira do Urubu.

A cidade possui um certo destaque econômico quando comparado a Batalha e demais cidades vizinhas, sendo a mais procurada para o comercio. O turismo, graças à Cachoeira do Urubu, é também um dos setores de destaque da economia local.

* O Parque Ecológico da Cachoeira do Urubu estará no livro fotográfico Expedição Piauí – O Sol do Equador. Mais informações sobre a Coleção EcoExpedições no menu esquerdo do portal da Panorama Cultural ou no site www.colecaoecoexpedicoes.com.br. Os extras publicados no portal trazem informações e curiosidades das áreas visitadas ao longo do projeto.