A Cidade de Pacaraima, Brasil

Por Jaque Pinheiro
Foto: Luiz Netto

Pacaraima está a  920 m de altitude, localizada no estado de Roraima,  Norte do Brasil. Fica a cerca de 220km de distância da cidade de Boa Vista, de onde se é possível chegar utilizando o transporte rodoviário regular.

Município de divisa com a Venezuela, sua história esta muito relacionada ao processo de demarcação de fronteiras, atividade desempenhada pelo exército. Nasceu envolta de um marco fronteiriço, batizado como BV-8, ponto limítrofe, entre territórios brasileiros e venezuelanos.

No entanto, foi a atividade de mineração e garimpo, a maior responsável pelo povoamento da região. Durante décadas, a região de Pacaraima, recebeu brasileiros, principalmente nordestinos, munidos do sonho de enriquecer com a prática do garimpo. Esses desbravadores foram os pioneiros, fundadores acidentais do município.

1185457_10200545294337162_704352889_n.jpg

Para chegar ao Monte Roraima, Pacaraima é a via de acesso pra quem sai do Brasil, apesar do Monte já se localizar no município de Uiramutã.

Em 17 de outubro de 1995, o município recebeu a sua emancipação. Seu território limita-se ao norte com a Venezuela; ao sul com Boa Vista e Amajari; a leste com Normandia e Uiramutã e a oeste com Amajari. área territorial 8.063,9km2, com uma população aproximada de 6,989 habitantes, o clima é tropical chuvoso e a temperatura média é de 22ºC e basta cruzar a fronteira pra já se adentrar em Santa Elena de Uairém, e por conseguinte, na região da Gran Sabana, Parque Nacional Canaima*.

Pacaraima está cravada numa belíssima região de vales, cercada por montanhas e serras. Suas temperaturas são amenas, comparadas a temperatura media do restante do estado de Roraima. A vegetação é composta por savana estépica (parque e arbórea densa). A bacia hidrográfica é formada pelos rios Surumu, Cotingo e Parimé.

 


*O Parque Nacional Canaima estará no livro fotográfico Expedição Venezuela – La Tierra de Gracia. Mais informações sobre a Coleção EcoExpedições no menu esquerdo do portal da Panorama Cultural ou no site www.colecaoecoexpedicoes.com.brOs extras publicados no portal trazem informações e curiosidades das áreas visitadas ao longo do projeto.