A Cidade de Rio Chico

Por Mitsy Queiroz

O município de Rio Chico é a porta de entrada para o Parque Nacional Laguna Tacarigua*. A uma hora e meia da capital Caracas, no estado de Miranda, a cidade goza de boa estrutura com restaurantes, pousadas e hotéis, com destaque para o Muzanne, o melhor da região.

Localizada em área litorânea e vizinha a um gigantesco estuário que dá início à área demarcada do parque, a história da cidade se inicia no século XVIII com o desembarque de negros africanos que chegaram para trabalhar nas grandes plantações de cacau, bastante comuns em todo litoral venezuelano e com destaque no litoral leste. Neste período a cidade era recorrentemente chamada de “La Caracas Chiquita” (algo como “Pequena Caracas”), apesar de que dado o grande poder político dos fazendeiros produtores de cacau, chegou a rivalizar em importância com a própria capital do país.

Muito da arquitetura colonial ainda está presente na cidade como no Santuário Mariano Diocesano de Nossa Senhora da Misericórdia e alguns edifícios ligados às ferrovias antigas e que ainda se encontram bem conservados.

Com o passar do tempo, o turismo foi substituindo o cacau como atividade econômica principal na região. Dada a proximidade da cidade à Caracas, nos fins de semana as praias próximas ao centro urbano de Rio Chico ficam lotadas de banhistas. Na área da cidade nas imediações do Parque Nacional há uma grande vila de pescadores que hoje também passa a viver do turismo, levando os banhistas para apreciar principalmente o espetacular pôr-do-sol da região.

 


* O Parque Nacional Laguna Tacarigua estará no livro fotográfico Expedição Venezuela – La Tierra de Gracia. Mais informações sobre a Coleção EcoExpedições no menu esquerdo do portal da Panorama Cultural ou no site www.colecaoecoexpedicoes.com.brOs extras publicados no portal trazem informações e curiosidades das áreas visitadas ao longo do projeto.