A Ilha Gran Roque

Por Mitsy Queiroz
Foto: Luiz Netto


A Gran Roque é a maior ilha do arquipélago de Los Roques* e apesar de nas outras ilhotas existirem casas e barracões isolados, é a única com uma vila organizada, contendo os equipamentos básicos: aeroporto, escolas, postos de saúde, comércio, pousadas, entre outros.

 

Localiza-se na parte norte do arquipélago, o que possibilita já no vôo de chegada avistar todas as ilhotas do sul e já ter uma real dimensão da beleza do caribe venezuelano. Para entrar no arquipélago, logo ao descer do avião há um balcão do INPARQUES, onde os turistas devem pagar uma taxa obrigatória de acesso.

 

Apesar de ser a única vila de todo arquipélago, a Gran Roque conserva um aspecto pacato e bucólico, com ruas de areia, casas simples de cores fortes e quentes, o que traduz a atmosfera caribenha. A vida noturna praticamente inexiste, sendo shows de voz e violão em alguns bares da beira-mar o máximo de badalação local.

 

O mirante do farol é o grande atrativo terrestre da Gran Roque, mas algo mais valioso é poder viver um pouco a atmosfera dos ilhéus, pois é a única das ilhas onde se consegue fugir um pouco do mecanicismo turístico, podendo ver crianças jogando bocha na praça, comer as típicas empanadas venezuelanas e os ótimos frutos do mar nos restaurantes e bares da beira-mar.

 

Vista da vila da Gran Roque no mirante do farol.

 


* O Parque Nacional Archipiélago Los Roques estará no livro fotográfico Expedição Venezuela – La Tierra de Gracia. Mais informações sobre a Coleção EcoExpedições no menu esquerdo do portal da Panorama Cultural ou no site www.colecaoecoexpedicoes.com.br. Os extras publicados no portal trazem informações e curiosidades das áreas visitadas ao longo do projeto.