Monte Roraima

Por Jaque Pinheiro
Foto: Luiz Netto

 

O Monte Roraima localiza-se na região norte da América do Sul, na tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana, sendo 80% da sua extensão, em território venezuelano, 15% na Guiana e apenas 5% no Brasil.

Suas formas lembram uma grande mesa, design  característico dos chamados tepuys, um tipo de montanha muito antiga, comum na região. Em seu ponto mais alto, não ha um cume, mas uma gigantesca área plana – no caso do Monte Roraima – de 90 km², onde se pode encontrar jardins exuberantes, grandes crateras e impressionantes galerias subterrâneas.

1230031 10200551484291907 1622155698 n

Alto do Monte Roraima. Vista do alto, lado da Guiana Inglesa.

Os turistas que se aventuram a subi-lo, deparam-se com vistas incríveis. Encontram fauna e vegetação exuberante, peculiares de um dos lugares onde há a natureza mais preservada do planeta.

A caminhada ao topo dos 2.734 metros de altitude não é fácil, requer bastante coragem e disposição, mas segundo os relatos de quem viveu a experiência, cada passo do caminho é recompensado. O acesso pelo território brasileiro é bastante difícil, possível apenas para escaladores experientes e bem preparados. Pelos turistas comuns, a trilha mais utilizada é a que parte de território venezuelano. Saindo da aldeia indígena de Paraitepuy, é possível encontrar um guia para acompanhar a viagem, já que as nuvens e o tempo chuvoso podem levar o viajante a perder-se no caminho.

Assim como o vizinho, Monte Kukenan, o Roraima  está entre as formações geológicas mais antigas da Terra. Seu surgimento data de quando os continentes ainda não haviam se  separado, há cerca de dois bilhões de anos. As suas formas foram ganhando este aspecto que tem hoje, devido a ação contínua dos ventos e das chuvas, que durante milhões de anos foram  moldando suas rochas.

1185457 10200545294337162 704352889 n

 Lado venezuelano do Monte Roraima. 

O lugar inspira inúmeras lendas e mitos.  Não faltam explicações e histórias contadas, desde que os primeiros povos habitaram a região. A imponência pré-histórica das suas rochas chegou a servir de inspiração para a literatura de ficção do escritor inglês Arthur Conan Doyle , em sua obra O Mundo Perdido (1912).

Como medida de preservação, durante o governo de José Sarney, foi criado o Parque Nacional do Monte Roraima. Já no lado venezuelano, o monte está dentro do Parque Nacional Canaima* – o maior Parque Nacional da América Latina.

 


* O Parque Nacional Canaima estará no livro fotográfico Expedição Venezuela – La Tierra de Gracia. Mais informações sobre a Coleção EcoExpedições no menu esquerdo do portal da Panorama Cultural ou no site www.colecaoecoexpedicoes.com.br. Os extras publicados no portal trazem informações e curiosidades das áreas visitadas ao longo do projeto.