Fernando de Noronha – Praias do Mar de Dentro

Por Line Vital
Fotos: Luiz Netto

O chamado “Mar de Dentro” se refere às praias do arquipélago de Fernando de Noronha* que se localizam “viradas” para o lado do continente. São as melhores pra banho, com faixas de areia mais extensas, águas mais calmas e claras, além de ser as de mais fácil acesso.

São também as praias que correspondem a muitos dos principais paisagens da Ilha, como os Dois Irmãos, o Morro do Pico, a Baía do Sancho, entre outros. Confira a seguir cada uma das praias do Mar de Dentro.

BAÍA DO PORTO DE SANTO ANTONIO

Ancoradouro natural, é usado como porto de descarga de embarcações, tendo sido construído um molhe de pedra para a atracação de navios de pequeno porte. Navios maiores ficam fundeados a cerca de 500m da praia, porque há uma embarcação grega – o navio Eleani Sthatathos – afundada no porto, que impede a atracação de grandes navios. Nas proximidades está o Forte de Santo Antônio, bastante arruinado. É a primeira das fortificações da ilha principal e seu nome batizou toda a região. Também pode ser visto o que resta do primeiro molhe erguido durante a guerra, para descarregamento de canhões. Todas as embarcações de pesca e de turismo aí se abrigam.

PRAIA DA BIBOCA

Não é uma área para banhos. Localizada abaixo da Fortaleza dos Remédios, é formada por pedras negras, que comprovam a origem vulcânica da ilha. Essa área compõe admiravelmente a paisagem vista do alto do Forte e permite caminhadas na maré seca, apesar das dificuldades que apresenta. Muitos vestígios de naufrágios costumam ser aí encontrados.

PRAIA DO CACHORRO

Situada logo abaixo da Fortaleza dos Remédios, esta praia possuía uma fonte com a cara de um cachorro, em bronze, vindo daí o seu nome. Uma bica de água doce é uma atração a mais nessa praia próxima à Vila dos Remédios. Há uma piscina em pedra (o “Buraco do Galego”) e as muralhas do Parque de Sant’Ana na parte alta. Esse forte foi o primeiro a ser desativado e transformado em Arsenal de Marinha no começo do século passado. Nas suas pedras os pescadores costumavam salgar o peixe, vindo daí o apelido de “Salgadeira”. Aí também está uma parte do Terminal Turístico, onde se localizam feirinhas típicas. 

PRAIA DO MEIO

Pequena extensão intermediária entre as praias do Cachorro e da Conceição é uma praia de águas mansas e piscinas em pedras, nos períodos de mar calmo, e agitada e proibida para banhos nos períodos de ressaca. No limite com a praia e a ilhota da Conceição está o “Pião”, uma pedra de grandes proporções, equilibrada em pedras menores, comprovando que não existem tremores de terra em Fernando de Noronha.

 

IMG_4981

Visual das praias do Mar de Dentro a partir do Forte dos Remédios com o Morro do Pico ao fundo.

 

PRAIA DA CONCEIÇÃO OU ITALCABLE

Situada no sopé do Morro do Pico, é uma praia de grandes proporções, bastante procurada pelo seu fácil acesso. O nome decorre da existência do Forte de Nossa Senhora da Conceição, do século XVIII, transformado em hospital no final do século passado. Em 1925, nessa praia se instalaram os italianos da ITALCABLE, para as ações de telegrafia submarina a cabo, vindo daí a sua segunda denominação: Italcable. A vila ocupada pelos italianos possuía três casas, quadra esportiva e grande área de lazer, hoje bastante alterada. Nas marés altas, esta praia é ótima para a prática do surfe. Na maré mansa a praia é calma, com grande extensão de areia para ser percorrida, emoldurada de coqueiros.

PRAIA DO BOLDRÓ

Reservada no passado para os americanos, instalados nas suas proximidades com o Posto de Observação de Teleguiados, é hoje a praia mais próxima do Hotel Esmeralda, que funciona nessas mesmas instalações. Na maré alta, suas ondas são um convite ao surfe. Na maré seca, caminha-se sobre pedras e por longa extensão de areia. No alto da falésia, fica o Forte de São Pedro do Boldró, um excelente mirante e uma das fortificações do sistema implantado no século XVIII. 

PRAIA DO AMERICANO

Pequena e deserta é procurada exatamente pela sua privacidade. É assim chamada por estar incluída na área usada antigamente pelos americanos no Posto de Observação de Teleguiados, na vizinha Praia do Boldró. No período militar, esta praia também era reservada, sendo proibido seu uso por ilhéus.

PRAIA DO BODE

Um caminho antigo, em pedras, leva a essa praia calma, com piscinas em pedras, onde uma pedra de grandes proporções (a Pedra do Bode) serve como mirante. Daí costuma partir incursões às praias vizinhas

PRAIA DO QUIXABINHA

Uma praia pequena, situada entre a Praia do Bode e a Cacimba do Padre, é sossegada na vazante e agitada na maré alta, sendo excelente para banhos.

PRAIA DA CACIMBA DO PADRE

Uma das maiores praias da ilha em extensão, esta tem, como atração maior, o Morro Dois Irmãos, duas elevações semelhantes, à beira d’água. O nome primitivo era Praia da Quixaba. A descoberta, em 1888, pelo capelão do presídio, de uma fonte de água potável fez com ela passasse a ser chamada dessa outra forma. Na parte alta, ficava a Vila da Quixaba, com a capela de Nossa Senhora da Conceição, um grande alojamento de presidiários de mau comportamento e 28 casas. Próximos à antiga Vila estão às evidências de uma das baterias da II Guerra Mundial

BAIA DOS PORCOS

Uma área de pequenas proporções, lindíssima, quase sem extensão de areia, é formada por pedras que são verdadeiras piscinas de peixes coloridos, limitadas pelo alto paredão de pedras pretas, tendo, em frente, o Morro dos Dois Irmãos. Na parte alta, está o Forte de São João Baptista dos Dois Irmãos, a última fortificação deste lado da ilha. O acesso à baía é difícil e feito por caminho entre pedras. 

 

Captura de Tela 2015-07-03 às 00.23.23

Baía dos Porcos, uma das mais belas de Fernando de Noronha.

BAÍA DO SANCHO

Uma área de pequenas proporções, lindíssima, quase sem extensão de areia, é formada por pedras que são verdadeiras piscinas de peixes coloridos, limitadas pelo alto paredão de pedras pretas, tendo, em frente, o Morro dos Dois Irmãos. Na parte alta, está o Forte de São João Baptista dos Dois Irmãos, a última fortificação deste lado da ilha. O acesso à baía é difícil e feito por caminho entre escadas e pedras. 

BAÍA DOS GOLFINHOS OU ENSEADA DO CARREIRO DE PEDRA

Essa baía é local de acasalamento e descanso dos golfinhos, sendo considerada o maior aquário natural do mundo em animais dessa espécie. O acesso à Baía é proibido, limitado por boias e cordas. Chamados “marsuínos” em livros antigos e “tuninhas” entre os presos, os golfinhos rotadores podem também ser vistos do alto da Baía, no Mirante dos Golfinhos.

PONTA DO SAPATA

Não é uma região para banhos. Nessa ponta da ilha principal, está a vegetação nativa da ilha, não mexida por ser uma região íngreme e não habitada. Uma abertura, de lado a lado, na falésia, é chamada de “portão” e, de alguns ângulos, assemelha-se ao mapa do Brasil. É um dos lugares preferidos pelos mergulhadores.

* O Parque Nacional Marinho Fernando de Noronha e a APA de mesmo nome estão no livro fotográfico Expedição Pernambuco – O Leão do Norte. Mais informações sobre a Coleção EcoExpedições no menu esquerdo do portal da Panorama Cultural ou no site www.colecaoecoexpedicoes.com.br. Os extras publicados no portal trazem informações e curiosidades das áreas visitadas ao longo do projeto.