Guaribas

Por Fred França
Foto: Luiz Netto

O pequeno município de Guaribas é detentor da maior fatia do Parque Nacional da Serra das Confusões*. Cerca de 32% da área do parque encontra-se dentro do município, o que corresponde a uma área de mais de 260 mil hectares, mais da metade de todo território municipal que é de aproximadamente 427 mil hectares.

Apesar da grande área territorial de Guaribas, sua população não chega a 5 mil habitantes, o que dá uma densidade demográfica de apenas 1,41 habitantes por quilômetro quadrado, uma das mais baixas do Brasil.

O primeiro morador da fazenda onde hoje se encontra a cidade se chamava Valentim José Alves. Seu filho, Felix, costumava andar com um macaco, que acreditava-se ser um Guariba, às costas pela região. Por ser uma região de passagem de vendedores, com o tempo muitos passaram a se referir a localidade pelo apelido do filho do proprietário: Felix Guariba. 

Felix viria a assumir a fazenda do pai e em seguida a vende para Antônio Correia do Nascimento, que batiza a localidade com o nome de Guaribas, em homenagem ao antigo proprietário.

12108774_10205292015482224_2934286453589034810_n

Mais da metade do município de Guaribas encontra-se dentro do Parque Nacional da Serra das Confusões.

Antes de conseguir a independência em 1995, Guaribas pertenceu a São Raimundo Nonato e a Caracol. A emancipação do município recebeu fortes críticas à época pela estrutura precária do mesmo. O acesso a partir de Caracol, cidade mais próxima, se dava através de uma estrada de cerca de 50 km ao longo do leito natural de um rio local, quase sempre seco devido ao clima semiárido, ficando a cidade completamente isolada nos períodos de chuvas.

A cidade apresenta uma economia módica, com o salario médio de pouco mais de dois salários mínimos e com um PIB per capita de R$ 5.610,74, ficando entre as 350 cidades mais pobres do país, de um total de 5570 municípios brasileiros. Seu IDH é de apenas 0,508, um terço menor que na capital, Teresina. A sustentação de sua economia se encontra no setor público, até mesmo o setor agropecuário é pouco desenvolvido, com o último censo agropecuário apontando para menos 4 mil cabeças de gado em toda Guaribas, somados as quantidades de bovinos, suínos, caprinos e ovinos.

* O Parque Nacional da Serra das Confusões estará no livro fotográfico Expedição Piauí – O Sol do Equador. Mais informações sobre a Coleção EcoExpedições no menu esquerdo do portal da Panorama Cultural ou no site www.colecaoecoexpedicoes.com.br. Os extras publicados no portal trazem informações e curiosidades das áreas visitadas ao longo do projeto.