Lagoa de São Francisco

Por Fred França
Foto: Luiz Netto

Lagoa de São Francisco é o terceiro nome da localidade outorgada município em 1994 pelo governador piauiense Freitas Neto. Outrora conhecida por Lagoa dos Cláudio e Lagoa Redonda, o município foi batizado por este nome em virtude da devoção local ao santo católico, incentivada por líderes religiosos, em especial o alemão Padre Lotário. O novo município envolvia terras das cidades de Pedro II e Piripiri, duas das principais da região.

Mesmo após a emancipação, a presença da igreja católica se manteve forte e presente na cidade, com a chegada inclusive de missões de frades capuchinhos, que culminou na inauguração de uma diocese no ano de 1997. As ações dos religiosos foram além do campo religioso, atuando no campo social e político com a formalização de sindicatos de trabalhadores rurais, trabalhos na área de segurança hídrica com a construção de cisternas de placas, implantação de assentamentos agrários, entre outros. Muitos destes trabalhos são intermediados por ONG’s internacionais, muitas trazidas pela influência do Padre Lotário, como a entidade alemã Obra Kolping.

194a6802

O catolicismo, especialmente a devoção a São Francisco de Assis é muito forte em cidades do norte da Ibiapaba como Piripiri (foto) e Lagoa de São Francisco.

A população atual do município é de cerca de 6600 habitantes. O PIB per capita é de R$5.017,78 e o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal fechou o ano de 2010 em 0,529. O índice de alfabetização do município é próximo dos 60% e a presença histórica do catolicismo na região reflete na religião oficial declarada por mais de 90% de seus moradores, em que cerca de 6000 moradores se declararam católicos.

O comércio e o agronegócio são a base da economia local, com destaque para a caprinocultura e a avicultura. Na lavoura se destacam a produção de feijão e milho, as mais comuns na parte norte da APA Serra da Ibiapaba*.

Apesar de ser vizinha de duas cidades de bom fluxo turístico como Piripiri e Pedro II, a região da APA em Lagoa de São Francisco não é muito procurada para este fim. Todo o território da cidade está inserido na área oficial da APA federal, o que corresponde a 0,98% do total da unidade de conservação, o que dá um indicativo do grande tamanho desta área de proteção.

* A APA da Serra da Ibiapaba estará no livro fotográfico Expedição Piauí – O Sol do Equador. Mais informações sobre a Coleção EcoExpedições no menu esquerdo do portal da Panorama Cultural ou no site www.colecaoecoexpedicoes.com.br. Os extras publicados no portal trazem informações e curiosidades das áreas visitadas ao longo do projeto.