Piracuruca

Por Fred França
Foto: Luiz Netto

O município de Piracuruca integra duas importantes unidades de conservação federais no Piauí, a APA da Serra da Ibiapaba* e o histórico Parque Nacional de Sete Cidades*. No caso da Ibiapaba, que ocupa a área de mais de 20 municípios, a maior fatia desta gigante unidade de conservação fica justamente em Piracuruca, com 14,93% da área da APA ao longo dos mais de 2 milhões de quilômetros quadrados que integram o município. O mesmo vale para o Sete Cidades, que divide sua área entre Piracuruca e Brasileira, com 73,77% de sua área oficial se localiza em Piracuruca. Apesar de ser a “dona” da maior fatia do Sete Cidades, o principal acesso ao Parque, aberto ao público há várias décadas, é feito através de Piripiri, que finda por lograr os maiores lucros da indústria local do turismo.

A origem de Piracuruca remonta à ocupação do sertão piauiense pelos pecuaristas e aos primeiros conflitos com indígenas, mais especificamente os quiriris, hoje não mais presentes no estado, mas uma das mais tradicionais e valentes desta parte do país à época. Merece destaque o embate destes indígenas com os irmãos da família Dantas Corrêa, Manuel e José, que em certo momento, sitiado pelos quiriris, fizeram uma promessa à Nossa Senhora do Carmo e, ao obterem a vitória, cumpriram com a construção de um templo em homenagem à santa católica em 1718, que findou por ser o ponto central de desenvolvimento do futuro município. Um século depois Piracuruca viria a ser novamente palco de uma grande batalha, desta vez na revolta dos Balaios, onde muitos Rebeldes utilizaram a Fazenda Bebedouro como trincheira, no embate contra as tropas ainda no século XIX.

12096462_10205715156460484_7710783289273720254_n

Mirante no Parque Nacional de Sete Cidades, uma das grandes maravilhas do Piauí.

Assim como aconteceu em outras cidades que se localizavam na rota entre os dois principais polos econômicos do estado, a capital Teresina e o litoral, especialmente Parnaíba, Piracuruca era ponto de parada de muito dos comerciantes, fato fundamental ao seu rápido desenvolvimento. A cidade foi fundada ainda no século XIX, mais precisamente em 1832, desmembrada de Parnaíba. O distrito de São José, pertencente à Piracuruca até 1989, hoje encontra-se emancipado com a nome de São José do Divino.

A população de Piracuruca no censo de 2010 apontava uma população de 27.553 habitantes, bem superior à média das demais cidades da Serra da Ibiapaba. O mesmo vale para o IDH municipal e a renda per capita, que em 2010 registravam os valores de 0,596 e R$7.443,92 respectivamente, superior às demais cidades da região.

O comércio, o turismo e o agronegócio são as principais atividades econômicas da cidade atualmente.

* A APA da Serra da Ibiapaba e o Parque Nacional de Sete Cidades estarão no livro fotográfico Expedição Piauí – O Sol do Equador. Mais informações sobre a Coleção EcoExpedições no menu esquerdo do portal da Panorama Cultural ou no site www.colecaoecoexpedicoes.com.br. Os extras publicados no portal trazem informações e curiosidades das áreas visitadas ao longo do projeto.