Serrita

Por Jaque Pineheiro
Foto: Bart van Dorp

O município de Serrita está localizado à uma distância de 544km do Recife. Faz divisa ao norte com Jardim-CE, ao sul com Parnamirim-PE, ao leste com Salgueiro e Cedro-PE e ao oeste com Granito e Moreilândia-PE. Possui uma área de 1664 km² e, segundo dados do IBGE, tem uma população de aproximadamente 18.300 habitantes.

Possui um clima tropical Semi-Árido e sua temperatura média anual é de 25°C, mas graças a variação presente em seu relevo, apresenta áreas com temperaturas mais amenas e com maior incidência de chuvas.

Conta a história oficial que a cidade foi fundada em 1898 pelo Coronel Romão Pereira Filgueira Sampaio – homem de origem portuguesa que instalou-se com sua família na região – contando com o aval do Governo da época. Inicialmente foi batizada com o nome de Serrinha, para só anos depois receber a alcunha de Serrita. Mas o povoamento da região tem sua origem em anos anteriores, quando foragidos das secas  que assolavam a região do sertão do Cariri, no Ceará,  deslocaram-se em busca de terras cultiváveis e pastagens para a criação de rebanhos  e encontraram, nas terras que hoje compõem o município, terreno fértil para a sua sobrevivência.

CDpAL-mGuEYHMQXUAbymGFIJuj9mbNlKTNNSMf4feZc

Serrita é conhecida como a Capital do Vaqueiro.

A economia do município é fundamentalmente movida pelas atividades agrícolas e agropecuárias, tendo uma produção expressiva de produtos como tomate, cebola, algodão, milho e manga. Destacam-se também as criações de bovinos e caprinos.

O município também possui atrativos turísticos, principalmente o religioso, como por exemplo a Missa do Vaqueiro – celebrada anualmente desde 1971, no mês de julho, que deu fama a cidade que passou a ser conhecida como a “Capital do Vaqueiro”.

Em Serrita também se localiza a Floresta Nacional Negreiros*, única FLONA (Floresta Nacional) do estado. Toda a área da cidade também está inserida dentro da gigante APA Chapada do Araripe*.

* A APA Chapada do Araripe e a FLONA Negreiros estão no livro fotográfico Expedição Pernambuco – O Leão do Norte. Mais informações sobre a Coleção EcoExpedições no menu esquerdo do portal da Panorama Cultural ou no site www.colecaoecoexpedicoes.com.br. Os extras publicados no portal trazem informações e curiosidades das áreas visitadas ao longo do projeto.