Sigefredo Pacheco

Por Fred França
Foto: Luiz Netto

A piauiense Sigefredo Pacheco é mais uma cidade a integrar a APA da Serra da Ibiapaba. Com aproximadamente 10 mil habitantes, a cidade encontra-se na região meio-norte do estado e conseguiu sua emancipação de Campo Maior em limites estabelecidos pela Lei Estadual 4477 de 29 de abril de 1992.

O nome do município é uma homenagem a um médico e ex-político piauiense, natural de Campo Maior, que ocupou cadeiras na câmara federal e, durante o regime militar, no senado da república.

Cerca de 10% dos 98.207 hectares do município estão dentro da área da APA, o que corresponde ao total de 0,61% da área protegida.

194a7158

Cerca de 10% do município está dentro da APA da Serra da Ibiapaba.

Em dados de 2010, a cidade apresentou um Índice de Desenvolvimento Humano Municipal de 0,581, com uma renda per capita, em dados de 2014, de R$ 4.927,10, baixo até mesmo para as cidades do meio-norte piauiense.

A economia de Sigefredo Pacheco segue o padrão das demais da região, se limitando ao setor de serviços e agropecuário, especialmente a agricultura familiar, onde se destacam o gado caprino e ovino, seguido pelo bovino. Na agricultura, as lavouras mais comuns são as de feijão e milho.

* A APA da Serra da Ibiapaba estará no livro fotográfico Expedição Piauí – O Sol do Equador. Mais informações sobre a Coleção EcoExpedições no menu esquerdo do portal da Panorama Cultural ou no site www.colecaoecoexpedicoes.com.br. Os extras publicados no portal trazem informações e curiosidades das áreas visitadas ao longo do projeto.