Sítios arqueológicos da Serra da Capivara

Por Fred França
Fotos: Luiz Netto

Falar do Parque Nacional da Serra da Capivara é falar de sítios arqueológicos, trata-se da maior concentração deles em toda a América. Os números impressionam, são mais de 600 sítios catalogados, com esqueletos humanos, artefatos, fósseis e principalmente pinturas rupestres, 40.000 delas divididas em mais de 380 sítios com este tipo de registro que, dentre outras coisas, contam muito sobre o modo de vida do antigo homem americano. Nos painéis é possível ver pinturas referentes a rituais religiosos, caça, relações sexuais, entre outros.

Dentre tantas maravilhas, é possível eleger um dos sítios como sendo o de maior destaque, o Boqueirão da Pedra Furada, não apenas pela sua beleza e imponência, mas pela sua relevância histórica. O local mudou a maneira como se acredita ter ocorrido a ocupação das Américas. Em 1978 a arqueóloga Niède Guidon encontrou vestígios no Boqueirão datados em pesquisas posteriores como artefatos de mais de 50.000 anos, data muito mais antiga a que anteriormente se imaginava à chegada do homem primitivo ao continente americano.

DSC06420

Pintura no Boqueirão da Pedra Furada que viria a se tornar o símbolo do Parque Nacional da Serra da Capivara.

Além do Boqueirão da Pedra Furada, outros sítios merecem destaque e são também bastante procurados pelos turistas, principalmente os inseridos nos tradicionais “circuitos” de visitação como o Circuito do Caldeirão do Boi, Circuito do Caldeirão dos Rodrigues, Circuito da Pedra Furada, dentre outros mais isolados como o Sítio do Meio, a Toca da Fumaça, o Baixão das Andorinhas, o Baixão das mulheres, entre outros.

Muitos dos principais fósseis e utensílios encontrados no Parque Nacional da Serra da Capivara podem ainda ser vistos tanto no tradicional Museu do Homem Americano, quanto em pontos específicos, nos Centros de Visitantes localizados nas portarias do Parque. Em alguns destes centros é possível ver fósseis de peixes, preguiça-gigante, tigre-dentes-de-sabre, entre outros.

sem título-114

Muitos dos fósseis e esqueletos humanos encontrados nas pesquisas da Serra da Capivara podem ser encontrados no Museu do Homem Americano.

capivara

Muitos sítios arqueológicos podem ser encontrados nos arredores da Pedra Furada.

Os sítios ainda são um dos principais pontos de pesquisa arqueológica do país, com trabalhos avançados e de vanguarda acontecendo nas áreas de summa arqueológica e paleontológica, paleoparasitologia, ecologia, metrologia arqueológica, paleoambiente do quaternário, entre outros.

A presença e preservação dos sítios arqueológicos da Serra da Capivara e seus arredores foi fundamental para que o Parque fosse constituído em 1979 e mais adiante, em 1991, ganhasse da Unesco o título de Patrimônio Cultural da Humanidade.

Grande parte dos sítios arqueológicos da Serra de Capivara estão abertos à visitação do grande público, obviamente, respeitando-se as regras habituais de visitação, que inclui manter a correta distância dos painéis rupestres. Outro fato que merece destaque, em alguns sítios a administração mantém acessos especiais para cadeirantes, num raro caso de acessibilidade nos parques nacionais brasileiros.

* O Parque Nacional da Serra da Capivara estará no livro fotográfico Expedição Piauí – O Sol do Equador. Mais informações sobre a Coleção EcoExpedições no menu esquerdo do portal da Panorama Cultural ou no site www.colecaoecoexpedicoes.com.br. Os extras publicados no portal trazem informações e curiosidades das áreas visitadas ao longo do projeto.